Prefeitura e PM discutem detalhes do Operação Verão


Camaçari recebe reforço policial durante o Verão

Publicada em 03/12/2007 às 14:33

Foto: Carla Ornelas

Prefeitura e PM discutem detalhes do Operação Verão

Representantes da Prefeitura se reuniram nesta segunda-feira (03/12) com a Polícia Militar para discutir estratégias de segurança que garantam tranqüilidade aos cerca de 250 mil turistas e moradores que freqüentam a orla de Camaçari na alta estação. O projeto, chamado de Operação Verão, será lançado às 9h de sexta-feira (07/12), em Arembepe, e envolve mais quatro municípios da Região Metropolitana de Salvador.


A abertura conta com as presenças da banda da PM, grupamento aéreo, pelotões, Superintendência de Trânsito e Transporte (STT) de Camaçari e Defesa Civil. Durante o evento, ainda serão entregues panfletos educativos com dicas de segurança e orientações sobre o uso de bebidas alcoólicas. Também participam do desfile Lauro de Freitas, Mata de São João, Madre de Deus e Itaparica.


O objetivo é intensificar o patrulhamento nas praias até o final de fevereiro, incluindo finais de semana e feriados. A previsão é de que seja enviado para Camaçari um reforço com mais quatro viaturas, 30 homens e motocicletas. Atualmente, 28 policiais e seis carros garantem a segurança na orla.


A Defesa Civil do Município contratou mais 47 salva-vidas, que se somam aos 40 existentes, para contribuir com a campanha e atuar na prevenção de afogamentos no litoral. Além disso, a Secretaria Municipal do Desenvolvimento do Turismo (Setur) deve instalar 16 câmaras de segurança em Arembepe, no intuito de coibir e monitorar a ação de criminosos.

Voltar Página

Autor: Amini Dórea


Imprimir Enviar notícia



Nome
E-mail
Nome do amigo

E-mail do amigo

O Orçamento Part


Hoje tem reunião do OP em Barra de Jacuípe

Publicada em 07/05/2008 às 17:05

O Orçamento Participativo (OP) atende, nesta quinta-feira (08/05), as comunidades de Barra do Jacuípe, loteamentos Canto dos Pássaros e Senhor dos Passos, condomínios Landirana, Canto do Sol, Fazenda Estiva, Enseada do Jacuípe, Bosque de Guaraípe e Parque do Jacuípe.


A assembléia acontece, a partir das 19h, na Escola Barra do Jacuípe.

As comunidades de Monte Gordo, Bom Jesus, Jordão, Coqueiros de Monte Gordo, Boa Esperança, Loteamento São Bento, Genipabu e Guarajuba se reúnem na sexta-feira (09/05), às 19h, na Escola Amélia Rodrigues (Monte Gordo), para definir prioridades para a região 22.


A assembléia da região 20 foi transferida desta quarta-feira (07/05) para sábado (10/05), quando estarão presentes os moradores de Coqueiro de Arembepe, Fazenda São João, Piabas, Pau Brasil, Mesqueira, Açu da Capivara e Rancho Alegre. O encontro será na Escola Municipal do Coqueiro de Arembepe, às 15h.


Os moradores de Arembepe e Fonte das Águas, se reuniram, terça-feira (06/05), na Escola Giltônia Pereira. As 173 pessoas presentes elegeram 11 delegados e definiram como prioridades para a região as construções do posto de atendimento com maternidade, do Centro de Referência de Ação Social (Cras) e do terminal rodoviário. O secretário do Fomento à Agricultura e Pesca, Domingos Barbosa, compareceu à reunião.


CURSOS

A Secretaria do Planejamento (Seplan) ofereceu a 64 conselheiros do OP curso com conhecimentos básicos sobre planejamento e execução de orçamentos, elaboração das peças e cumprimento de despesas, licitação e contratos, com intuito de qualificá-los para melhor exercerem o papel. A entrega dos certificados será sábado (10/05), na Cidade do Saber Professor Raymundo Pinheiro, a partir das 8h.


O Orçamento Participativo foi instalado no Município em 2005. A edição 2008 já reuniu, entre as regiões 1 e 19, 2.944 pessoas e teve 185 delegados eleitos. O programa aproxima o poder público da comunidade, quando discutem, democraticamente, as obras e serviços necessários a cada região.

Voltar Página

Autor: Juliana Barreto


Imprimir Enviar notícia



Nome
E-mail
Nome do amigo

E-mail do amigo

Nas duas escolas na Gleba A, as matrículas já começ


Camaçari amplia cursos técnicos sem custos

Publicada em 15/02/2008 às 11:13

Foto: Nelinho Oliveira

Nas duas escolas na Gleba A, as matrículas já começaram

A Secretaria de Educação de Camaçari (Seduc) comemora mais uma vitória. A partir deste ano os cursos técnicos de Logística, Segurança do Trabalho, Turismo e Meio Ambiente vão estar acessíveis na cidade para alunos que concluíram o ensino fundamental. A conquista é fruto do empenho do Município, que com a expansão do mercado de trabalho compreende a necessidade de profissionais qualificados.


Os cursos, coordenados pela Secretaria de Educação do Estado, estão divididos em duas escolas, ambas na Gleba A. No Colégio José de Freitas Mascarenhas serão ministrados os de Logística e Segurança do Trabalho, enquanto os de Turismo e Meio Ambiente no Colégio Cidade de Camaçari. São 40 vagas no turno matutino e 80 no vespertino para cada curso.


As matrículas já começaram. De 12 a 14 de fevereiro é para alunos que concluíram o ensino fundamental em 2007. Nos dias 15 e 16 para os que vierem da rede estadual de outras escolas e de 20 a 22 para estudantes que já estão no ensino médio.


Para se matricular, o aluno, acompanhado do responsável, deve apresentar carteira de identidade, três fotos 3×4, histórico escolar ou atestado de transmissão e comprovante de residência. Os cursos têm duração de três anos e inclui estágio para os alunos.

“Até agora, a comunidade só tinha acesso a cursos desse nível na rede privada. Isso é uma enorme vitória”, festeja a diretora do Colégio José de Freitas Mascarenhas, Carla D’Antonio.

Voltar Página

Autor: Gilmara Ferreira


Imprimir Enviar notícia



Nome
E-mail
Nome do amigo

E-mail do amigo

Escola Marquês de Abrantes sedia cerimônia da EJA A formação continuada em serviços dos professores e coordenadore do programa EJA


Programa capacita professores da Orla

Publicada em 21/08/2012 às 16:08

Escola Marquês de Abrantes sedia cerimônia da EJA

A formação continuada em serviços dos professores e coordenadore do programa EJA (Educação de Jovens e Adultos) da orla do Município acontecem nesta terça-feira (21/08) e quinta-feira (23/08), às 19h, nas escolas municipais Marquês de Abrantes e Barra do Pojuca, respectivamente.

Realizada através da Coordenadoria das Ações de Ensino da Orla, a capacitação beneficiou 100 professores e coordenadores de oito escolas. A iniciativa visa ampliar o conhecimento dos educadores e reduzir a evasão escolar.

Durante a qualificação, os profissionais receberam orientações sobre como trabalhar com alunos com mais de 15 anos de idade, que não tiveram acesso à escola ou não concluíram o ensino fundamental.

Em 2010, o programa passou por uma reformulação e dispõe de uma nova proposta e um novo formato didático.

O programa é desenvolvido durante todo o ano e os professores são capacitados frequentemente, coma finalidade de melhorar o trabalho desenvolvido em sala de aula e, consequentemente, o aprendizado dos educandos.  

O curso é levado a efeito em parceria com a Empresa Millennium.

Voltar Página

Autor: Cláudia Vasconcellos


Imprimir Enviar notícia



Nome
E-mail
Nome do amigo

E-mail do amigo

O casal Manoel e Luzia Pereira é um dos beneficiados


IPTU progressivo reduz imposto de contribuinte

Publicada em 30/04/2008 às 15:04

Foto: Agnaldo Silva

O casal Manoel e Luzia Pereira é um dos beneficiados

O IPTU Progressivo da Prefeitura de Camaçari beneficia aproximadamente 32 mil famílias do Município, que passaram a ser tributadas de acordo com as condições do imóvel e com a renda mensal ganha. A lógica adotada é a de que quem ganha mais paga mais, quem ganha menos paga menos e quem não ganha nada não paga nada.


Dos 32 mil beneficiados, 17 mil foram completamente isentos do pagamento. Isso porque o valor do imposto residencial não ultrapassava R$32,95. A iniciativa, em vigor desde 2006 e com base na lei municipal 695, tem o objetivo de fazer justiça ao morador carente.


O fotógrafo Valmir dos Santos, 59 anos, morador da rua Dandara, no bairro Nova Vitória, é um dos favorecidos com a isenção do tributo. Com renda familiar mensal de R$ 700,00, ele reside com a esposa e seis filhos em uma casa simples. “A liberação do imposto é boa. Eu ganho pouco e esse dinheiro dá para comprar mais alimentos para meus filhos”.


Para a dona-de-casa Luzia Pereira, 61 anos, a economia com a isenção é uma forma de remanejar os gastos da família. “Não tenho aposentadoria e o dinheiro que ganho vendendo doces é muito pouco. O valor que era do IPTU serve para ajudar na compra de remédio”.


Luzia Pereira mora com o marido na rua Nova Vitória, bairro de Nova Vitória. Eles possuem renda mensal de aproximadamente R$ 100,00. Mesmo com a isenção do imposto, na rua onde mora há sisassunto de água, luz, esgotamento sanitário, além de asfaltamento e transporte.

Voltar Página

Autor: Ana Emília Ribeiro


Imprimir Enviar notícia



Nome
E-mail
Nome do amigo

E-mail do amigo

As últimas notícias