DICAS PARA APRENDER JAPONÊS DE FORMA DIVERTIDA

Assista muitos animes, filmes e ouça J-music mas não faça só isso. A popularidade do idioma japonês cresceu bastante entre jovens graças aos animes, mangás, japanese rock (J-rock) e música pop. Muitos fãs não conseguem esperar a tradução oficial sair para curtir os tão badalados produtos culturais japoneses. Então eles começaram a traduzir mangás e letras de músicas palavra por palavra. Apesar de ser uma forma bem útil de aprender termos informais e desafios gramaticais, isso vai te ensinar um vocabulário praticamente inútil para conversas cotidianas. Você pode até saber um bocado de palavras bacanas e expressivas mas vai ter problemas se estiver no centro de Tóquio sem saber falar banco, metrô, aeroporto, trem, virar, esquerda, direita e por aí vai. Pratique cantando em japonês seguindo a letra. Seguir a letra te ajuda a reconhecer os kana e os kanjis, aumenta sua velocidade de leitura e, claro, te ensina o som do termo em japonês. Também é importante porque no Japão o karaokê equivale ao futebol no Brasil. E os japoneses adoram quando um gringo (sim, no Japão o gringo é você) cantam as músicas deles. Então comece a praticar cedo. Sem falar que grupos de karaokê são ótimos para fazer amigos, o que nos leva a nossa próxima dica… Encontre um parceiro de conversas para te ajudar a começar. Nem precisa gastar muito, japoneses geralmente ajudam quem quer aprender seu idioma para aprender o idioma da pessoa no processo. Mesmo depois de investir em um curso de japonês, ouvir seu colega fora das aulas e a si mesmo ajuda a corrigir sua pronúncia – mas peça para seu parceiro te corrigir também. O melhor disso é que ajuda seu cérebro a pensar em japonês. A conversação dos livros podem ser muito mecânica e geralmente na vida real é um pouco diferente. Aprender de forma auto-ditada é ótimo mas é necessário compensar a falta de conversação real. Tome cuidados com programas de imersão Imersão em países que falem o idioma é sem dúvida a melhor forma de aprender qualquer língua. Mas isso é um passo para estudantes mais avançados que precisam de uma ponte para adquirir fluência. De qualquer forma, você pode encontrar maneiras similares. No Brasil, a imigração japonesa é bem forte especialmente na região Sudeste e Centro-Oeste. Existem diversos festivais no qual você pode aproveitar para fazer “mini imersões”. Além de conhecer os aspectos da cultura, certamente haverá japoneses fluentes para uma boa conversação. Antes de fazer um intercâmbio para outro país, pergunte a si mesmo “Eu deveria fazer um curso de nível universitário completamente em japonês se eu ainda não falo fluentemente?”. Você não precisará forçar-se a alcançar um nível mais alto de japonês.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *